PROJETO ORÉSTIA UFG FEF CURSO DE DANÇA / PROJETO ORÉSTIA – ÀS PORTAS DE… GRUPO DE PESQUISA INTERARTES EM PORTO ALEGRE – RS

O GRUPO DE PORTO ALEGRE É CONSTITUÍDO PELOS PESQUISADORES:

Marcio Pizarro Noronha (1966) – GESTÃO E REGÊNCIA CÊNICA

Vive e trabalha em Goiânia, Goiás, Brasil.

Atua na pesquisa interartes, intermídias e processos de subjetivação na contemporaneidade (relações arte, psicanálise e pensamento pós-psicanalítico) e em história, teoria e estética-filosofia da arte. Escreve sobre os temas arte & corpo, arte & psicanálise, arte & natureza, estudos de performance e de dança, estéticas romântica, moderna e a arte contemporânea, biografia de artistas e autobiografias.

Dr. em Antropologia – USP (1999), Dr. em História – PUCRS (1998), Ms. em Antropologia – UFSC (1992), Esp. em Teoria da Comunicação – Jornalismo – PUCRS, Esp. em História RS – FAPA, Grad. em História – Lic. Plena e Bacharelado – PUCRS (1987). Psicanalista.

Prof. Adj. da Universidade Federal de Goiás, no Campus Samambaia. FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA, curso de Licenciatura em Dança. Atua na área de História, Teoria, Crítica e Estética (disciplinas de História da Dança, História da Dança no Brasil, Introdução à História da Arte, História da Arte III – História da Dança, no curso de Direção de Arte – EMAC UFG).

Professor e pesquisador do PPG História (M/D) – Faculdade de História – UFG.

Atuou nos Programas de Pós-Graduação em Cultura Visual (FAV UFG) e em Música (EMAC UFG), nas disciplinas de Teoria da Cultura Visual, Análise da Criação Contemporânea, História, Historiografia e Teoria Interartes, Estudos do Videoclipe.

Líder do GP CNPq INTERARTES SISTEMAS E PROCESSOS INTERARTÍSTICOS E ESTUDOS DE PERFORMANCE e Vice-Líder do GP CNPq LITERATURA E CULTURA CONTEMPORÂNEAS.

Membro dos Grupo de Pesquisa CNPq:

GP LITERATURA E CULTURA CONTEMPORÂNEAS (CNPq – ULBRA RS);

GP TRANSDISCIPLINAR EM DANÇA (CNPq – UFV – MG);

NÚCLEO DE PESQUISA EM PINTURA E ENSINO – NUPPE – (CNPq – UFU – MG);

ARQUITETURA/INTERFACES (CNPq – UFG – GO);

INTELECTUAIS E PODER NO MUNDO IBERO-AMERICANO (CNPq – UERJ – RJ);

(ve)LHACO – LABORATÓRIO DE PESQUISAS E ESTUDOS EM HISTÓRIA E ARTES DO CORPO (CNPq – UFG – GO).

Realiza curadorias e gestão de projetos expositivos.

É autor de textos para teatro, escreveu e dirigiu o espetáculo multimídia BOD[Y]STERIA (2006/2007) e em 2011 realiza a direção artística do Grupo de Dança POR QUA (Goiânia), com o projeto DANÇANDO ARQUIVOS PRIVADOS: NARRATIVAS PARA REAPRENDER A ANDAR.

Autor do livro Pragmatismo e ciências sociais (edição independente).

CV: http://lattes.cnpq.br/2875707762585409

Miguel Sisto Jr. (1979)     

Vive e trabalha em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Desenvolve pesquisas na área da dança-teatro, em vídeo-dança e dinâmicas do corpo contemporâneo. É bailarino, ator e pesquisador formado no Departamento de Arte Dramática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em programa continuado de aulas regulares em estúdios de dança da cidade de Porto Alegre, desde 2004.

A formação diversificada permite ao bailarino-ator aventurar-se em diferentes tendências das artes cênicas e ao pesquisador a experimentar o corpo em suas possibilidades tanto no teatro como na dança.

Com formação em balé clássico e dança contemporânea atua nos espetáculos do Ballet Vera Bublitz e em montagens autorais como Copelia.ponto.com, contemplado com e o Prêmio Klauss Vianna de Dança pela Funarte em 2009.

Recebeu indicação de melhor produção em dança pelo Prêmio Açorianos de Teatro e Dança na edição de 2009.

Atuou em companhias da cidade de Porto Alegre, iniciando a carreira na Transforma Cia de Dança, passando por coletivos como o Grupo Gaia, Porto Alegre Cia de Dança e Grupo Meme, integrando o elenco em montagens cênicas e intervenções artísticas diversas.

Atualmente desenvolve o projeto Mata-borrão Virtual, em fase inicial de elaboração: www.youtube.com/watch?v=CMSWRyhIIaU, e produz o espetáculo teatral Uma Fada no Freezer, contemplado com o programa Novas Caras da Secretaria de Cultura de Porto Alegre.

CV: http://lattes.cnpq.br/5719453074170951

Cassiano Fraga (1984)

Vive e trabalha em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Desenvolve pesquisas na área de técnica vocal aplicada às artes cênicas e performance.

Como ator participa de espetáculos de destaque na cena gaúcha como Wonderland e o que M. Jackson encontrou por lá, dirigido por Daniel Colin, vencedor do Prêmio Açorianos de Teatro e Dança em 2010 e do Concurso Fumproarte em 2009.

Acumula vasta experiência em teatro para crianças com as peças A Cãofusão, dirigido por Lúcia Bendati, vencedora do Concurso Fumproarte 2009, Caravana RGS com Viagem ao Mundo da Eletricidade, dirigida por Adriane Mottola, Os Saltimbancos, A Menina das Estrelas, Peter Pan e a Terra do Nunca, Branca de Neve e os Sete Anões, pelo Teatro Novo.

Possui experiência em audiovisual tendo atuado em Aloprados de Jorge Furtado, Nervos de Aço de Maurice Capovilla e Petiskato – Floresta Alimentos de Rodrigo Portela.

Participa de pesquisas de Body-painting, desde 2008, com o artista italiano Francesco Cinelli e com o artista visual Raurício Barbosa.

Estudou técnica vocal no curso ministrado por Cida Moreira, durante o 17° Festival Internacional de Teatro Porto Alegre em Cena e movimento, voz e direção pela Comapañia Teatro El Blanco, durante o 16° Festival Internacional de Teatro Porto Alegre em Cena, além de ter participado de dezenas de oficinas e workshops da área teatral, com os mais diversos profissionais.

CV: http://lattes.cnpq.br/9005342125223024

Junior Grandi (1990)

Vive e trabalha em Porto Alegre, Caxias do Sul e São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil.

Tem experiências e pesquisas artísticas focadas na dança e no teatro. Intenta gerar e experimentar formas híbridas na arte.

Atualmente atua como ator e bailarino na Ânima Cia de Dança, coordenado por Eva Schul; no Grupo Jogo de Experimentação Cênica; na Cia Municipal de Dança de São Leopoldo e no projeto Ident(idade), este ultimo em Caxias do Sul.

Está em curso de bacharelado em interpretação no Departamento de Arte Dramática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, aonde fez parte do grupo de estudo sobre a técnica-energética, voltado a dança-teatro; de disciplina eletiva chamada Laboratório Experimental, com temática de dança-teatro; e de disciplinas extra-curriculares no Curso de Dança da Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sendo: Expressão e Movimento e Ballet Clássico I.

Participou de diversas práticas de teatro e de dança na cidade de Caxias do Sul, aonde se destacou na criação do grupo de teatro InPeça.

CV: http://lattes.cnpq.br/5618446874112711 

Patricia Soso (1977)

Vive e trabalha em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Atua na área da performance e teatro.

Formada pela Scuola Internazinale Teatro Arsenale, com direção de Marina Spreafico e Kuniaki Ida, de Milão/Itália, em 2007.

Fundou o Gepeformancepoa, grupo de performance que age na Cidade de Porto Alegre em colaboração com exposições artísticas, encontros culturais e demais eventos artísticos.É integrante do grupo de pesquisas INTERARTES, Processos e Sistemas Interartísticos e Estudos da Performance.

Participa de pesquisas de Body-painting, desde 2008, com o artista italiano Francesco Cinelli.

Atuou em importantes espetáculos da cena gaúcha como Cãofusão, dirigido por Lúcia Bendati, financiado com o Fumproarte em 2010, Parasitas, dirigido por Pedro Madureira e contemplado com o Prêmio Conjunto de Montagem da Prefeitura Municipal de Porto Alegre e do Instituto Goethe de Porto Alegre, Fora do Ar, dirigido por Felipe Mônaco, Bailei na Curva, dirigido por Júlio Conte e O Urso, dirigido por Débora Finocchiaro, e vencedor do Prêmio Açorianos de Teatro e Dança de Porto Alegre como Melhor Espetáculo de 2003.

Recebeu Menção Honrosa na 2° Mostra Independente do Audiovisual Universitário – MIAU – Goiânia/GO, em maio de 2009, com atuação em Maresia, filme dirigido por Christian Schneider e Natália Piva Chim, também elegido Melhor filme no Kodak Filmschool Competition, em 2009, etapa Brasil.

Recebeu indicação de Melhor Atriz por atuar me Fora do Ar e Melhor Atriz Coadjuvante por atar em Parasitas, no Prêmio Açorianos de Teatro e Dança 2010.

Diplomada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Deixe um comentário

Arquivado em (Audio)visualidades/ Scinestesias/ Espacialidades, Performances/ Danças/ Artes Cênicas e do Corpo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s